quarta-feira, 9 de novembro de 2016

É Bom Saber - Parte 23

34. Como extrair componentes de placas de circuito impresso?

Os resistores, capacitores e diodos podem ser extraídos facilmente de uma placa, utilizando-se um alicate de ponta.

Ao mesmo tempo que puxamos o componente para fora da placa, aplicamos calor nos pontos de solda de modo a derretê-la.

Transistores e outros componentes com mais terminais também podem ser extraídos da mesma forma.

Uma ferramenta que ajuda muito na remoção dos componentes é o sugador de solda.

Aquecendo o ponto de soldagem e aplicando o sugador, ele "chupa" a solda derretida liberando o terminal.

Para circuitos integrados, podemos liberar todos os terminais usando o sugador, tirando o componente da placa com facilidade.

Para circuitos integrados, existe também uma ferramenta especial de dessoldagem que possibilita a aplicação do calor do ferro ao mesmo tempo em todos os terminais.

Depois é só puxar com cuidado o componente para soltá-lo da placa.

Outro recurso importante é a fita solta-solda, que colocada no terminal e aplicando-se calor, retira a solda do local, soltando o componente.

35. Como escolher a solda? 

A solda ideal para trabalhos eletrônicos é a 60/40 (60% de estanho e 40% de chumbo).

Dê preferência à solda sem resina, já que a resina em alguns casos é corrosiva, podendo afetar o componente e a própria placa de circuito impresso.

A solda pode ser adquirida a metro, em rolinhos ou tubinhos ou carretéis com 1 kg.